Conferência Internacional - E a Pintura?

 

21, 22 e 23 maio

FBAUL Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa

Data limite para submissão 4 de abril

 

Na última década, o vasto e heterogéneo panorama internacional da arte contemporânea tem sido palco de diversas exposições e publicações que revelam um interesse renovado sobre pintura, como que contrapondo-se ao eclipse (maior ou menor) desta forma artística que, em contextos idênticos, também tem sido evidente.

Desta contradição latente irrompem inevitavelmente interrogações tais como: Continua a pintura a propor questões próprias que legitimam a manutenção da sua necessidade? Ou será que a sua persistência se deve essencialmente a razões de mercado, afinal perdida qualquer função sua de vanguarda? E de que modo fala e do que fala, a pintura contemporânea?

O repto lançado a artistas e investigadores propõe um quadro amplo de indagações sobre a criação pictórica como terreno aparentemente específico na situação da arte contemporânea e pretende esboçar algumas possibilidades de aprofundamento e resposta. Cabem assim nesse propósito reflexões sobre tópicos variados como: a necessidade da pintura; as persistências da tradição, da história ou da abstração versus rupturas ou mutações; a expansão da citação e apropriação; questões de forma e espacialidade; a interação com o fotográfico, o digital, e a relação com a imagem; a condição transversal e híbrida ou a especificidade; a possibilidade como dispositivo transitivo; a dimensão performativa e a experiência da pintura; a importância e multiplicidade das narrativas (da história, da sociedade, da identidade, etc.). Mas, para além destas interrogações que atravessam o cenário atual, e que podem resumir-se a “Porquê pintura, hoje?”, pretendemos ainda perguntar:

Como pensar o possível mistério da pintura, agora?

 

Mais informações em http://www.fba.ul.pt/e-a-pintura/ 

© copyright SNESup | Todos os direitos reservados

 
visitas