Hoje, 17:30, Concentração

Colega,

Nada se consegue sem esforço. Nada está garantido nem no Emprego Científico, nem no Programa de Regularização de Vínculos Precários.

Se está a pensar em hoje dar a sua aula normalmente, em ir para o laboratório, ou para a biblioteca, se pensa em continuar o seu trabalho de docência e de investigação, pare um momento e olhe. Leia o valor inscrito no seu recibo de vencimento. Olhe para a categoria e forma do seu contrato. Pense.

Por vezes, instala-se a ideia de que no Ensino Superior e Ciência só valemos individualmente, de que é cada um por si. Nada poderia estar mais longe da realidade. Que o digam os colegas que beneficiaram da valorização das carreiras. Que o digam os colegas que progrediram de categoria pelos Regimes Transitório. Muitas lutas, muitos combates, tendo em mente dois princípios fundamentais: dignificação e valorização. E a muitos dos que beneficiaram desse trabalho coletivo e voluntário perguntamos: perceberam o valor de se sindicalizarem? Perceberam que tudo depende do esforço de todos? Não foram os tribunais que resolveram estas questões. Foi o esforço conjunto de todos.

Não é ninguém de fora que promove contratos precários e desvalorizados. Não é nenhum patrão, ou chefe. São colegas.

Sermos uma profissão reconhecida, valorizada, digna, exige que saibamos trabalhar como comunidade. Que saibamos sair à rua como comunidade, uns defendendo os outros.

Hoje, há uma concentração nacional que dará passos para que a docência e a investigação não seja um trabalho desvalorizado e precário.

Pode dar pouco jeito mudar uma aula, ou uma reunião, mas dá ainda menos jeito continuar num trabalho precário e desvalorizado.

 

Hoje, às 17:30 na Av. 5 de Outubro, em frente à CAB-CTES (Min. da Educação).

É lá que temos encontro marcado, pelo direito de todos a um trabalho digno e valorizado.

 

Saudações Académicas e Sindicais A Direção do SNESup

25 de outubro de 2017

© copyright SNESup | Todos os direitos reservados

 
visitas