Progressões UALG

Colega,

os dados oficiais demonstram que em 2018, por efeito da avaliação de desempenho, apenas progrediram de vencimento 28% dos docentes de carreira da Universidade do Algarve.
 
Isto significa que menos de um terço dos docentes de carreira viu valorizado o seu trabalho de vários anos.
 
Recordamos também que a Universidade do Algarve está bem longe de cumprir com os rácios de carreira, incluindo em termos de Professores Catedráticos, Associados, Coordenadores e Coordenadores Principais.
 
Isto demonstra a necessidade de mobilização da UAlg, quer em relação à ida ao Parlamento amanhã, dia 6 de fevereiro, quer em termos de oposição à imposição de quotas que surge na proposta da reitoria para revisão do regulamento de avaliação de desempenho.
 
A valorização do nosso trabalho depende da nossa mobilização.
 

Saudações Académicas e Sindicais
Direção do SNESup

5 de fevereiro de 2019

© copyright SNESup | Todos os direitos reservados

 
visitas