Carlos Reis reeleito Reitor da UAb por maioria absoluta (77,7%)

 

REITOR DA UAb REELEITO

 

O Conselho Geral da Universidade Aberta (UAb) reelegeu hoje, por maioria absoluta - 77,7% dos votos- o Prof. Doutor Carlos Reis para o segundo mandato como Reitor da UAb.

 

Reitor da UAb desde 2006, o Prof. Doutor Carlos Reis é igualmente o primeiro português a presidir à EADTU - European Association of Distance Teaching Universities, desde Janeiro de 2010. Anteriormente, foi Director da Biblioteca Nacional de Portugal (1998-2002); Presidente da Comissão para o Bicentenário de Almeida Garrett (1999-2000); Presidente da Comissão Nacional do Centenário da Morte de Eça de Queirós (2000-2001) e Presidente da Associação Internacional de Lusitanistas (1999-2001).

 

Doutorado em Literatura Portuguesa, pela Universidade de Coimbra, onde também se licenciou em Filologia Românica, Carlos Reis é catedrático daquela universidade há 20 anos.

 

O seu primeiro mandato como Reitor da UAb ficou marcado pela re-identificação institucional desta universidade pública, que viu reconhecida, em 2009, a sua primazia no ensino a distância em Portugal, designadamente num estudo pedido pelo Governo a especialistas estrangeiros. Neste período, a UAb tornou-se na primeira e única universidade portuguesa a lecionar todos os cursos em regime de e-learning, através de um modelo pedagógico, desenvolvido por esta instituição.

 

No seu primeiro mandato, o Prof. Doutor Carlos Reis apostou ainda na Aprendizagem ao Longo da Vida (ALV), em sintonia com o Processo de Bolonha, ao qual os cursos da UAb foram adaptados, e investiu na satisfação de necessidades locais e setoriais de formação e de qualificação, com a inauguração de uma rede de Centros Locais de Aprendizagem, situados de norte a sul do País e nos Açores. O Reitor reforçou também a cooperação com os Países de Língua Oficial Portuguesa, dinamizando oportunidades possibilitadas pela partilha do idioma português.

 

Para o próximo mandato, que se realiza de 2010 a 2014, o Reitor identificou três grandes prioridades estratégicas, que estão em sintonia com o que as congéneres europeias da UAb planeiam: 1) Abertura; 2) Flexibilidade; 3) Organização em rede.

 

Assim, através da abertura a novos públicos, e de uma oferta pedagógica renovada, tanto ao nível das licenciaturas, dos mestrados e dos doutoramentos, como da ALV, a UAb prevê captar ativos disponíveis para eventuais requalificações profissionais. A esta dimensão acrescenta-se uma flexibilidade socioeducativa, com a qual serão valorizadas competências e saberes adquiridos pela via de aprendizagens não-formais e de aprendizagens informais, suscetíveis de certificação para a frequência de estudos superiores, bem como para eventuais reorientações profissionais. Por fim, pretende-se reforçar uma organização em rede que privilegie o alargamento dos CLA e o estabelecimento de consórcios institucionais.

 

MAIS INFORMAÇÕES: Denise Henriques | 969 053 669 | 213 916 436 | deniseh@univ-ab.pt.

 

UNIVERSIDADE ABERTA | R. da Escola Politécnica, 147 Ÿ  1269-001 Lisboa Portugal | http://www.univ-ab.pt/

© copyright SNESup | Todos os direitos reservados

 
visitas